skip to Main Content

Alerta sobre atuação de falsos fiscais no comércio de Mogi das Cruzes

ACMC divulga esclarecimentos sobre fiscalizações da Vigilância Sanitária e canal da Prefeitura para denúncias

A atuação de falsos fiscais no comércio levou a Divisão de Vigilância Sanitária da Prefeitura de Mogi das Cruzes a fazer um alerta aos comerciantes da cidade e a divulgar um canal de atendimento para denúncias. A cobrança de taxas é um dos principais indícios de irregularidades, reforça a direção da ACMC – Associação Comercial de Mogi das Cruzes.

Além disso, as equipes do órgão municipal trabalham uniformizadas, com roupas e crachás contendo o brasão do município e nome em letra legível. A identificação está presente também nos documentos emitidos e veículos oficiais utilizados nas visitas.

A ACMC ressalta que a Vigilância Sanitária é responsável por inspeções em vários segmentos como alimentos, medicamentos, estética e beleza, serviços de saúde, saúde do trabalhador e saneamento, com objetivo de preservar a saúde pública. O órgão não faz nenhum tipo de cobrança de taxa in loco, sendo todo atendimento gratuito e sem qualquer parceria ou convênio com empresas de qualquer natureza.

“Qualquer serviço oferecido em nome da Vigilância Sanitária por meio de cobrança é fraude”, explica a secretária interina de Saúde, Rosângela Cunha. Em caso de dúvidas, o comerciante ou empresário deve entrar em contato imediatamente com o serviço.

O atendimento administrativo da Vigilância Sanitária Municipal funciona de segunda a sexta-feira, das 9 às 16 horas, no primeiro andar do prédio da Secretaria Municipal de Saúde, que fica na rua Manuel de Oliveira, nº 30, no bairro do Mogilar. Já as inspeções sanitárias podem ser realizadas em qualquer horário.

As denúncias relacionadas à área da saúde no município devem ser feitas diretamente à Ouvidoria da Saúde pelo telefone 162.