skip to Main Content

Associação Comercial de Mogi entrega monumento para Mogi

Obra de arte foi inaugurada na área central da cidade em comemoração aos 100 anos da entidade

Para celebrar seu centenário, a Associação Comercial de Mogi das Cruzes (ACMC), presenteou a cidade com uma escultura na praça Oswaldo Cruz, uma das mais tradicionais da região central. Durante o evento de inauguração, que ocorreu na manhã deste sábado (12), os ex-presidentes e parceiros da entidade foram homenageados pelo trabalho desenvolvido em benefício da associação e do município. A obra do artista plástico Rodrigo Bittencourt, que representa a evolução, crescimento e prosperidade, pode ser admirada pelas pessoas que passam pela região.

O presidente da ACMC, Marco Zatsuga, destaca que o comércio mogiano tem um papel importante na economia, não apenas da cidade, mas para o Alto Tietê. “Temos cerca de 10 mil estabelecimentos. Sabemos que os desafios são muitos, em especial, aqueles gerados pela pandemia. Mais que nunca o momento atual evidencia a importância do associativismo, do compartilhamento de experiências e do trabalho em conjunto para superar os obstáculos. A entrega desta escultura é um legado que deixamos para Mogi”, afirma.

No próximo ano, a entidade será presidida pela atua vice-presidente, Fádua Sleiman, que garante que a entidade continuará na busca pelo fortalecimento do setor. “Durante estes 100 anos, a associação foi protagonista de várias situações e momentos históricos. Neste momento de pandemia, é muito importante nossa presença para que possamos liderar esta nova fase do comércio mogiano”, reforça.

Os presidentes que passaram pela entidade ao longo dos últimos anos foram homenageados com miniaturas da obra de Bittencourt. O prefeito de Mogi, Marcus Melo, que presidiu a entidade entre os anos de 2009 e 2011, relembra o período que passou pela coordenadoria do Núcleo de Jovem Empreendedor (NJE). “É uma alegria de ter participado da história da Associação Comercial. Ela é de extrema importância para Mogi, está sempre brigando, pedindo melhorias, mas participando do dia a dia das decisões da cidade”, ressalta.

Entre os homenageados estava o ex-presidente Osvaldo Bolanho que observa que a marca de 100 anos mostra que a ACMC é uma instituição sólida. A primeira mulher a assumir a presidência da associação, Tania Fukusen Varjão, afirma que o comércio de Mogi é forte e grande.

Durante o evento, os parceiros da ACMC também receberam homenagens, entre eles estava diretor da Regional Alto Tietê do Grupo NotreDame Intermédica (GNDI), Lauro Barbanti. “Parabéns à ACMC pelo centenário. Uma história de conquistas ao lado de empreendedores que possuem papel relevante no desenvolvimento de Mogi e do Alto Tietê”, disse. O coordenador operacional da CS Brasil, Roberto Carlos Silva, destacou a importância da parceria da associação com as empresas da cidade. As empresas Shibata Supermercados, Arrumando a Casa, O Boticário, Aquatec Purificadores de Água e Multiplic Corretora de Seguros foram lembradas no evento.

De acordo com o prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi, que esteve presente no evento, o comércio de Mogi é um polo econômico para toda a Região. O prefeito eleito de Mogi, Caio Cunha, reforça que a parceria entre o comércio e o poder público é fundamental para o desenvolvimento da cidade.

Reconhecimento
Diversas autoridades e representantes do comércio do Alto Tietê estiveram presentes na solenidade, entre eles, o vice-presidente da Região Administrativa 3 (Região do Alto Tietê), da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp)William Paneque, o presidente da Associação Comercial de Itaquaquecetuba, Luciano Davila, da Associação Comercial de Poá, Rodolfo Zaharansky Filho, da Associação Comercial de Guarulhos, Silvio Alves, além do presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Mogi (Sincomerciários), Jair Mafra e o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Mogi e Região (Sincomércio), Valterli Martinez, que reforçaram a importância da parceria entre as entidades ligadas ao comércio para fortalecer a economia de Mogi.